Dep. Engenharia Sanitária e Ambiental

Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental (DESA)

Chefia de Departamento:
• Chefe: Prof. Raphael Tobias de Vasconcelos Barros
• Sub-Chefe: Prof. César Rossas Mota Filho

Secretária Departamental: Fernanda Pires dos Reis

Localização: Sala 4519, Bloco 1, 4º Andar.

Contatos: Tel: (31) 3409-1880 / Fax: (31) 3409-1879 / E-mail: secdesa@desa.ufmg.br

Histórico
A consolidação do Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental da UFMG como referência nacional nas áreas de saneamento e meio ambiente deu-se a partir da implantação de um dos primeiros cursos de especialização em Engenharia Sanitária do País, no ano de 1955, ministrado em conjunto por professores americanos e técnicos da Fundação SESP. O curso de mestrado em Engenharia Sanitária foi criado em 1972, e o curso de doutorado no ano 2000, dando origem ao Programa de Pós-graduação em Saneamento, Meio Ambiente e Recursos Hídricos. Fruto de reflexões internas iniciadas no DESA, o curso de graduação em Engenharia Ambiental da UFMG foi criado no ano de 2009.

Infraestrutura Física e de Pessoal
O Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental da UFMG conta com infraestrutura física e de recursos humanos adequados para o desenvolvimento de atividades de ensino, pesquisa e extensão, o que o permite interagir com os setores público e privado e com instituições de ensino e de pesquisa do país e do exterior. A infraestrutura física do Departamento é composta pela secretaria administrativa, gabinetes de professores, mini-auditório, laboratórios e centro de treinamento e de pesquisa. A infraestrutura de pessoal é constituída por um corpo docente com 16 (dezesseis) professores doutores e por 10 (dez) servidores técnico-administrativos em educação.

Atuação em Ensino
O Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental da UFMG atua em todos os níveis do ensino superior. Na graduação, os professores do Departamento ministram disciplinas nos cursos de Arquitetura, Biomedicina, Ciências Socioambientais, Engenharia Ambiental, Engenharia Civil, Engenharia de Controle e Automação, Engenharia Elétrica, Engenharia Metalúrgica, Engenharia de Minas, Engenharia Química e Química Tecnológica. O Programa de Pós-graduação conta com três áreas de concentração: (a) Saneamento, (b) Meio Ambiente e (c) Hidráulica e Recursos Hídricos.

Atuação na Pesquisa e na Extensão
As atividades de pesquisa e extensão, como demais informações estão disponíveis no site do Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental (www.desa.ufmg.br).

 

Dep. Engenharia Química

Departamento de Engenharia Química (DEQ)

Chefia de Departamento:
• Chefe: Profa. Maria das Mercês Reis de Castro
• Sub-Chefe: Profa. Maria Helena Caño de Andrade

Secretária Departamental: Shirley Garcia Pereira Azevedo

Localização: Sala 5206, Bloco 2, 5º Andar.

Contatos: Tel: (31) 3409-1781 e (31) 3409-1959 / Fax: (31) 3409-1789 / E-mail: secretaria@deq.ufmg.br

Histórico

Em 1939 foi criado o Curso de Engenharia Química Industrial, visando preparar engenheiros para implantação de indústrias químicas. Com a evolução do setor, foi criado o Curso de Graduação em Engenharia Química, aprovado pela Congregação da Escola de Engenharia em 1956. A partir da Reforma Universitária de 1968, criou-se o Departamento de Engenharia Química (DEQ), o que propiciou mais investimentos em infraestrutura e em recursos humanos sempre objetivando a excelência na formação dos Engenheiros Químicos. Com o crescimento da pós-graduação no Brasil, na década de 80, houve um forte investimento para a Capacitação do Corpo Docente nos níveis de Mestrado e Doutorado. O resultado desse investimento foi a implantação do Programa de Pós-graduação em Engenharia Química (PPGEQ), nível Mestrado em 1992 e, nível Doutorado em 2006.

Infraestrutura Física e de Pessoal

O Departamento de Engenharia Química da Escola de Engenharia da UFMG conta com infraestrutura física e de recursos humanos adequados para o desenvolvimento de pesquisas, para o apoio técnico ao setor industrial e para a formação de recursos humanos de alto nível. A infraestrutura física é composta da secretaria administrativa, gabinetes de professores, 10 Laboratórios de Ensino e de Pesquisa. A infraestrutura de pessoal é composta de um Corpo Docente por 18 (dezoito) professores, sendo 17 (dezessete) doutores e 1 (um) mestre, cuja titulação foi obtida em destacadas Instituições brasileiras e americanas. Dos 18 (dezoito) professores, 14 (quatorze) são dedicação exclusiva e 4 (quatro) são professores em tempo parcial 20 horas. Conta também com 1 (um) funcionário administrativo, 1 (um) Técnico e 1 (um) menor trabalhador.

Atuação em Ensino

O Corpo Docente do Departamento de Engenharia Química é o responsável pela maioria das disciplinas obrigatórias e optativas dos cursos de graduação e pós-graduação (Mestrado e Doutorado) em Engenharia Química. Adicionalmente, os docentes do EQM atendem às demandas dos Cursos de Engenharia Elétrica, Engenharia de Controle e Automação e Engenharia de Produção nas disciplinas de Fenômenos de Transporte e Processos Químicos e Petroquímicos, e do Curso de Engenharia Ambiental nas disciplinas de Cinética Química e Bioquímica, Laboratório de Instrumentação e Operações Unitárias e Processos para Engenharia Ambiental. Além disso, o Departamento é responsável pela disciplina Desenho Técnico F para o Curso de Química Tecnológica da UFMG.

Atuação na Pesquisa e na Extensão

Maiores informações sobre as atividades desenvolvidas pelo Departamento de Engenharia Química em pesquisa e extensão encontram-se no site do Departamento: http://www.deq.ufmg.br/.

 

Dep. Engenharia Nuclear

Departamento de Engenharia Nuclear (DENU)

Chefia de Departamento:
• Chefe: Profa. Antonella Lombardi Costa
• Sub-Chefe: Clarysson Alberto Mello da Silva

Secretário Departamental: Thales de Bessa Marques dos Santos

Localização: Sala 2299, Bloco 4, 2º Andar.

Contatos: Tel: (31) 3409-6662 / E-mail: secnucl@nuclear.ufmg.br

Histórico
A atuação da UFMG na área nuclear começou em 1952 com a criação, na Escola de Engenharia, do Instituto de Pesquisas Radioativas-IPR. Em 1957, foi criado o Curso de Especialização em Engenharia Nuclear que formava especialistas no nível de pós-graduação. Este curso deu origem, em 1968, ao Curso de Pós-Graduação em Ciências e Técnicas Nucleares-CCTN, sendo este o primeiro curso de mestrado na área de Ciências Exatas da Universidade. Na década de 1960, em colaboração com a Comissão Nacional de Energia Nuclear- CNEN, foi instalado no Campus da UFMG, o reator de pesquisa TRIGA-IPR-R1. Em 1972, o IPR foi transferido para a Companhia Brasileira de Tecnologia Nuclear, criada para atender ao Acordo Nuclear Brasil-Alemanha. Devido às divergências de finalidades, tornou-se inviável a permanência do Curso de Ciências e Técnicas Nucleares dentro do IPR. Assim, em 1978, foi criado o Departamento de Engenharia Nuclear com a função de manter, dentro da UFMG, a área de conhecimento em Engenharia Nuclear. O Curso de Pós-graduação em Ciências e Técnicas Nucleares, desde o início cobre ampla faixa de áreas de conhecimento relacionadas com a energia nuclear, como física e engenharia de reatores, segurança de usinas nucleares, aplicações de radioisótopos, instrumentação nuclear, técnicas de radioproteção e dosimetria. Em 1989, devido aos aspectos estratégicos das alternativas para geração de energia elétrica a partir de diversas fontes de energia, entre as quais se inclui a energia nuclear, foi decorrência natural a inclusão da área de planejamento energético. Em 1998, esta área de concentração passou a ser chamada Engenharia da Energia. Com a implantação do nível de doutorado em 2006, o CCTN passou a ser denominado Programa de Pós-Graduação em Ciências e Técnicas Nucleares com duas grandes áreas de concentração:
• Ciências das Radiações;
• Engenharia Nuclear e da Energia.

Infraestrutura Física e de Pessoal
O atual corpo docente do Departamento de Engenharia Nuclear é composto por oito professores. O corpo técnico administrativo é formado por 3 funcionárias. Além disso, o DENU dispõe de 11 laboratórios aplicados para diversas pesquisas e uma sala de computadores destinada aos alunos(as) ligados ao Departamento.

Atuação em Ensino
As atividades de ensino desenvolvidas pelo Departamento de Engenharia Nuclear na pós-graduação consistem em aulas, orientações de teses de doutorado e dissertações de mestrado nas áreas de conhecimento relacionadas com a energia nuclear e suas aplicações e ao planejamento energético. Essas atividades se dão no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Ciências e Técnicas Nucleares – PCTN, ligado ao Departamento. Informações disponíveis no site (www.cctn.nuclear.ufmg.br).
Não existe curso de graduação vinculado ao Departamento de Engenharia Nuclear da UFMG. O relacionamento com a graduação se dá por meio de orientações de alunos de iniciação científica, tutoria de alunos de graduação da UFMG e externos e do oferecimento de disciplinas eletivas a cursos de graduação da UFMG.

Atuação na Pesquisa e na Extensão
O Departamento de Engenharia Nuclear desenvolve atividades de pesquisa e extensão nas áreas de tecnologia de reatores e ciclo do combustível nuclear; monitoramento do desenvolvimento de novas tecnologias de reatores nucleares; radiações aplicadas ao meio ambiente; radiações aplicadas na biomédica; instrumentação nuclear, dosimetrie e radioproteção; e engenharia da energia e planejamento energético.

 

Dep. Engenharia Metalúrgica e de Materiais

Departamento de Engenharia Metalúrgica e de Materiais (DEMET)

Chefia de Departamento:
• Chefe: Prof. Leandro Rocha Lemos
• Sub-Chefe: Profa. Augusta Cerceau Isaac Neta

Secretária Departamental: Leusleia Ferreira Dias

Localização: Sala 2233, Bloco 2, 2º Andar.

Contatos: Tel: (31) 3409-1812 e (31) 3409-1800 / E-mail: secdemet@demet.ufmg.br

Histórico
O Curso de Engenharia Industrial Metalúrgica foi criado em 1945, tendo incorporado a Engenharia de Minas em 1960. Seis anos mais tarde, os cursos foram desmembrados e foi criado o Curso de Graduação em Engenharia Metalúrgica. Em 1971, foi criado o programa conjunto de pós-graduação em Engenharia Metalúrgica e de Minas. Caracterizado por sua excelência (nível 7, o mais alto na classificação da Capes/MEC) e forte interação com o setor industrial, o programa atual atende às áreas de Engenharia Metalúrgica, Materiais e de Minas (PPGEM/EE.UFMG) e já formou mais de mil mestres e doutores até o presente.

Infraestrutura Física e de Pessoal
O Departamento de Engenharia Metalúrgica e de Materiais da Escola de Engenharia da UFMG conta com infraestrutura física e de recursos humanos adequados para o desenvolvimento de pesquisas, para o apoio técnico ao setor industrial e para a formação de recursos humanos de alto nível. A infraestrutura física é composta de modernos laboratórios de ensino e pesquisa, financiados com recursos de agências de fomento e empresas. O Corpo Docente do DEMET é formado atualmente por 20 (vinte) professores, todos em dedicação exclusiva, sendo 19 doutores e um em formação. O departamento conta também com um corpo de 10 Funcionários Técnicos Administrativos em Educação, dois deles com doutorado.

Atuação em Ensino
O Departamento de Engenharia Metalúrgica e de Materiais da EE.UFMG atua em vários cursos de graduação e pós-graduação da unidade, concentrando suas atividades no Curso de Engenharia Metalúrgica (www.demet.ufmg.br/graduacao) e no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Metalúrgica, Materiais e de Minas (www.ppgem.eng.ufmg.br).

Atuação na Pesquisa e na Extensão
As atividades de pesquisa e extensão, como demais informações estão disponíveis no site do Departamento de Engenharia Metalúrgica e de Materiais (www.demet.ufmg.br).

 

 

 

 

Dep. Engenharia Mecânica

Departamento de Engenharia Mecânica (DEMEC)

Chefia de Departamento:
• Chefe: Prof. Márcio Ziviani
• Sub-Chefe: –

Secretária Departamental: Lázaro Soares Medeiros

Localização: Sala 3520, Bloco 1, 3º Andar.

Contatos: Tel: (31) 3409-5140 e (31) 3409-3522 / E-mail: secret@demec.ufmg.br

Histórico
Por ocasião da gestão do Diretor Prof. Élcio Marques Coelho, houve um estudo na Escola de Engenharia sobre novos departamentos (redepartamentalização). Nesta ocasião, havia dois departamentos chamados de DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA TÉRMICA (Chefiado pelo Prof. José Rubens Gonçalves de Souza) e o DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE CONSTRUÇÃO DE MÁQUINAS (Chefiado pelo Prof. Maurício Coelho). Com o objetivo de fortalecer estes dois departamentos que tinham perfis diferentes e expandir o programa de pós-graduação da térmica com vistas a criar outras áreas de concentração em projetos mecânicos e processos de fabricação, houve um acordo e entendimento que a união seria benéfico a ambos os departamentos. Antes da efetiva criação do DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA, houve um período de adaptação em que ocorreu uma gestão compartilhada até a efetiva criação do DEMEC em 01/01/1990, quando foi eleito o primeiro chefe do novo departamento, o Prof. Ricardo Luiz Utsch de Freitas Pinto cujo mandato foi até 31/12/1991. A partir de 01/01/1992 foi eleito chefe do DEMEC o Prof. Márcio Ziviani, que ficou por 5 mandatos consecutivos. Mais informações pelo site do departamento.

Infraestrutura Física e de Pessoal
O Departamento de Engenharia Mecânica da Escola de Engenharia da UFMG possui mais e 30 laboratórios, alguns com destaque internacional sendo polo de referencia em pesquisa no Brasil, distribuídos em ensino e pesquisa nas mais diversas áreas da engenharia mecânica como projeto de máquinas, calor e fluidos, processos de fabricação, materiais compósitos, bioengenharia, mecatrônica e projeto e construção de aeronaves. Atualmente a engenharia mecânica possui em seus quadros 49 professores doutores e 7 servidores técnicos administrativos.

Atuação em Ensino
O Departamento de Engenharia Mecânica da UFMG é o principal responsável pelo curso de Engenharia Mecânica nos períodos Diurno e Noturno e mais recentemente o curso de Engenharia Aeroespacial com a 1ª turma em 2009. Além disso, oferece para o curso de Engenharia Mecânica as opções de formação em 5 trajetórias diferentes, sendo Trajetória Automativa, de Manutenção, de Mecatrônica, de Projeto e Fabricação e de Energia e Utilidades. Mais informações pelo site do colegiado de engenharia mecânica.

Atuação na Pesquisa e na Extensão
O Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica da Universidade Federal de Minas Gerais iniciou as suas atividades em 1972, em nível de Mestrado, tendo sua primeira dissertação defendida em 1977. Em 1997 foi criado o Doutorado, sendo o mesmo credenciado pela CAPES no segundo semestre de 1998. O programa de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica da UFMG é tradicional na formação de pessoal capacitado para Universidades, Centros de pesquisa, Empresas e outras Instituições de Ensino, dentro e fora do Estado de Minas Gerais. Atualmente, o programa tem conceito 5 pela CAPES e conta com uma equipe de mais de 30 professores de alto nível, oferecendo a oportunidade de uma boa formação profissional em nível de Mestrado e Doutorado nas seguintes áreas de concentração: Projetos de Fabricação, Projeto Mecânico e Calor e Fluidos. Mais informações pelo site da pós-graduação.

 

Dep. Engenharia Hidráulica e Recursos Hídricos

Departamento de Engenharia Hidráulica e Recursos Hídricos (EHR)

Chefia de Departamento:
• Chefe: Prof. Wilson dos Santos Fernandes
• Sub-Chefe:   Profa. Talita Fernanda das Graças Silva

Secretária Departamental: Kajsa Ribeiro Gadelha

Localização: Sala 4615, Bloco 1, 4ª Andar.

Contatos: Tel: (31) 3409-1870 / Fax: (31) 3409-1001 / E-mail: secretaria@ehr.ufmg.br

Histórico
O Departamento de Engenharia Hidráulica e Recursos Hídricos da Escola de Engenharia da UFMG – EHR – foi instituído com a reforma universitária de 1968. O ensino das disciplinas nas áreas de hidráulica, hidrologia e recursos hídricos na UFMG, entretanto, remonta à fundação da própria Escola de Engenharia, consolidando-se nos anos 1950, com implantação do Laboratório de Ensino de Engenharia Hidráulica, nas antigas dependências da Escola de Engenharia no Centro de Belo Horizonte. A mudança do EHR para o campus Pampulha ocorreu em dois momentos: em 1998, com a inauguração do Centro de Pesquisas Hidráulicas e Recursos Hídricos – CPH –, onde são realizadas pesquisas experimentais, e em 2010, com a implantação integral da então quase centenária Escola de Engenharia.

Infraestrutura Física e de Pessoal
O Departamento de Engenharia Hidráulica e Recursos Hídricos da Escola de Engenharia da UFMG conta com infraestrutura física e de recursos humanos adequados para o desenvolvimento de pesquisas e para a formação de recursos humanos de alto nível. A infraestrutura física é composta da secretaria administrativa, escritório de professores e um laboratório de pesquisa, o CPH. A infraestrutura de pessoal é composta de um Corpo Docente por 13 (treze) professores doutores, cuja titulação foi obtida em destacadas Instituições brasileiras e estrangeiras. O EHR conta também com um corpo de 8 Funcionários Técnicos Administrativos em Educação.

Atuação em Ensino
O Departamento de Engenharia Hidráulica e Recursos Hídricos da UFMG atua em todos os níveis do ensino superior, nos Cursos de Graduação das engenharias Civil, Ambiental e de Minas, além dos cursos de Arquitetura e Aquacultura. Em parceria com o Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental, o EHR responde também Programa de Pós-graduação em Saneamento, Meio Ambiente e Recursos Hídricos, criado em 1996, tendo recebido o conceito 6 na última avaliação da Capes. Neste contexto, os docentes do EHR, com atuação preponderante na área de concentração em Recursos Hídricos, têm orientado dissertações de mestrado e teses de doutorado em modelagem matemática, hidrologia estatística, hidrologia urbana, hidroenergia, estruturas hidráulicas, tratamento de águas de abastecimento, entre outras.

Atuação na Pesquisa e na Extensão
O Departamento de Engenharia Hidráulica e Recursos Hídricos tem forte atuação em pesquisa científica, com intensa colaboração com instituições nacionais e estrangeiras. Da mesma forma, desenvolve ampla gama de atividades de extensão universitárias, junto a diferentes entidades do setor público e privado, do Brasil e do exterior. As diferentes atividades de pesquisa e extensão, bem como outras informações e produtos do departamento – softwares, publicações – estão disponíveis o site www.ehr.ufmg.br.